Thursday, October 27, 2016

O navio negreiro

       


Castro Alves - Os Escravos - 24 - O navio negreiro


(Tragédia no mar)

'Stamos em pleno mar... Doudo no espaço
Brinca o luar — dourada borboleta;
E as vagas após ele correm... cansam
Como turba de infantes inquieta.
'Stamos em pleno mar... Do firmamento
Os astros saltam como espumas de ouro...
O mar em troca acende as ardentias,
— Constelações do líquido tesouro...

'Stamos em pleno mar... Dois infinitos
Ali se estreitam num abraço insano,
Azuis, dourados, plácidos, sublimes...
Qual dos dous é o céu? qual o oceano?...
'Stamos em pleno mar. . . Abrindo as velas
Ao quente arfar das virações marinhas,
Veleiro brigue corre à flor dos mares,
Como roçam na vaga as andorinhas...

Donde vem? onde vai? Das naus errantes
Quem sabe o rumo se é tão grande o espaço?
Neste saara os corcéis o pó levantam,
Galopam, voam, mas não deixam traço.
Bem feliz quem ali pode nest'hora
Sentir deste painel a majestade!
Embaixo — o mar em cima — o firmamento...
E no mar e no céu — a imensidade!

Oh! que doce harmonia traz-me a brisa!
Que música suave ao longe soa!
Meu Deus! como é sublime um canto ardente
Pelas vagas sem fim boiando à toa!
Homens do mar! ó rudes marinheiros,
Tostados pelo sol dos quatro mundos!
Crianças que a procela acalentara
No berço destes pélagos profundos!

Esperai! esperai! deixai que eu beba
Esta selvagem, livre poesia,
Orquestra — é o mar, que ruge pela proa,
E o vento, que nas cordas assobia...

..........................................................

Por que foges assim, barco ligeiro?
Por que foges do pávido poeta?
Oh! quem me dera acompanhar-te a esteira
Que semelha no mar — doudo cometa!
Albatroz! Albatroz! águia do oceano,
Tu que dormes das nuvens entre as gazas,
Sacode as penas, Leviathan do espaço,
Albatroz! Albatroz! dá-me estas asas.

II

Que importa do nauta o berço,
Donde é filho, qual seu lar?
Ama a cadência do verso
Que lhe ensina o velho mar!
Cantai! que a morte é divina!
Resvala o brigue à bolina
Como golfinho veloz.
Presa ao mastro da mezena

Saudosa bandeira acena
As vagas que deixa após.
Do Espanhol as cantilenas
Requebradas de langor,
Lembram as moças morenas,
As andaluzas em flor!
Da Itália o filho indolente
Canta Veneza dormente,

— Terra de amor e traição,
Ou do golfo no regaço
Relembra os versos de Tasso,
Junto às lavas do vulcão!
O Inglês — marinheiro frio,
Que ao nascer no mar se achou,
(Porque a Inglaterra é um navio,
Que Deus na Mancha ancorou),

Rijo entoa pátrias glórias,
Lembrando, orgulhoso, histórias
De Nelson e de Aboukir.. .
O Francês — predestinado —
Canta os louros do passado
E os loureiros do porvir!
Os marinheiros Helenos,
Que a vaga jônia criou,

Belos piratas morenos
Do mar que Ulisses cortou,
Homens que Fídias talhara,
Vão cantando em noite clara
Versos que Homero gemeu...
Nautas de todas as plagas,
Vós sabeis achar nas vagas
As melodias do céu!...

III

Desce do espaço imenso, ó águia do oceano!
Desce mais ... inda mais... não pode olhar humano
Como o teu mergulhar no brigue voador!
Mas que vejo eu aí... Que quadro d'amarguras!
É canto funeral! ... Que tétricas figuras! ...
Que cena infame e vil... Meu Deus! Meu Deus! Que horror!

IV

Era um sonho dantesco... o tombadilho
Que das luzernas avermelha o brilho.
Em sangue a se banhar.
Tinir de ferros... estalar de açoite...
Legiões de homens negros como a noite,
Horrendos a dançar...
Negras mulheres, suspendendo às tetas
Magras crianças, cujas bocas pretas

Rega o sangue das mães:
Outras moças, mas nuas e espantadas,
No turbilhão de espectros arrastadas,
Em ânsia e mágoa vãs!
E ri-se a orquestra irônica, estridente...
E da ronda fantástica a serpente
Faz doudas espirais ...
Se o velho arqueja, se no chão resvala,

Ouvem-se gritos... o chicote estala.
E voam mais e mais...
Presa nos elos de uma só cadeia,
A multidão faminta cambaleia,
E chora e dança ali!
Um de raiva delira, outro enlouquece,
Outro, que martírios embrutece,
Cantando, geme e ri!

No entanto o capitão manda a manobra,
E após fitando o céu que se desdobra,
Tão puro sobre o mar,
Diz do fumo entre os densos nevoeiros:
"Vibrai rijo o chicote, marinheiros!
Fazei-os mais dançar!..."
E ri-se a orquestra irônica, estridente. . .
E da ronda fantástica a serpente

Faz doudas espirais...
Qual um sonho dantesco as sombras voam!...
Gritos, ais, maldições, preces ressoam!
E ri-se Satanás!...

V

Senhor Deus dos desgraçados!
Dizei-me vós, Senhor Deus!
Se é loucura... se é verdade
Tanto horror perante os céus?!
Ó mar, por que não apagas
Co'a esponja de tuas vagas
De teu manto este borrão?...
Astros! noites! tempestades!

Rolai das imensidades!
Varrei os mares, tufão!
Quem são estes desgraçados
Que não encontram em vós
Mais que o rir calmo da turba
Que excita a fúria do algoz?
Quem são? Se a estrela se cala,
Se a vaga à pressa resvala

Como um cúmplice fugaz,
Perante a noite confusa...
Dize-o tu, severa Musa,
Musa libérrima, audaz!...
São os filhos do deserto,
Onde a terra esposa a luz.
Onde vive em campo aberto
A tribo dos homens nus...

São os guerreiros ousados
Que com os tigres mosqueados
Combatem na solidão.
Ontem simples, fortes, bravos.
Hoje míseros escravos,
Sem luz, sem ar, sem razão...
São mulheres desgraçadas,
Como Agar o foi também.

Que sedentas, alquebradas,
De longe... bem longe vêm...
Trazendo com tíbios passos,
Filhos e algemas nos braços,
N'alma — lágrimas e fel...
Como Agar sofrendo tanto,
Que nem o leite de pranto
Têm que dar para Ismael.

Lá nas areias infindas,
Das palmeiras no país,
Nasceram crianças lindas,
Viveram moças gentis...
Passa um dia a caravana,
Quando a virgem na cabana
Cisma da noite nos véus ...
...Adeus, ó choça do monte,
...Adeus, palmeiras da fonte!...
...Adeus, amores... adeus!...

Depois, o areal extenso...
Depois, o oceano de pó.
Depois no horizonte imenso
Desertos... desertos só...
E a fome, o cansaço, a sede...
Ai! quanto infeliz que cede,
E cai p'ra não mais s'erguer!...
Vaga um lugar na cadeia,

Mas o chacal sobre a areia
Acha um corpo que roer.
Ontem a Serra Leoa,
A guerra, a caça ao leão,
O sono dormido à toa
Sob as tendas d'amplidão!
Hoje... o porão negro, fundo,
Infecto, apertado, imundo,

Tendo a peste por jaguar...
E o sono sempre cortado
Pelo arranco de um finado,
E o baque de um corpo ao mar...
Ontem plena liberdade,
A vontade por poder...
Hoje... cúm'lo de maldade,
Nem são livres p'ra morrer. .

Prende-os a mesma corrente
— Férrea, lúgubre serpente —
Nas roscas da escravidão.
E assim zombando da morte,
Dança a lúgubre coorte
Ao som do açoute... Irrisão!...
Senhor Deus dos desgraçados!
Dizei-me vós, Senhor Deus,

Se eu deliro... ou se é verdade
Tanto horror perante os céus?!...
Ó mar, por que não apagas
Co'a esponja de tuas vagas
Do teu manto este borrão?
Astros! noites! tempestades!
Rolai das imensidades!
Varrei os mares, tufão!...

VI

Existe um povo que a bandeira empresta
P'ra cobrir tanta infâmia e cobardia!...
E deixa-a transformar-se nessa festa
Em manto impuro de bacante fria!...
Meu Deus! meu Deus! mas que bandeira é esta,
Que impudente na gávea tripudia?
Silêncio. Musa... chora, e chora tanto
Que o pavilhão se lave no teu pranto!...

Auriverde pendão de minha terra,
Que a brisa do Brasil beija e balança,
Estandarte que a luz do sol encerra
E as promessas divinas da esperança...
Tu que, da liberdade após a guerra,
Foste hasteado dos heróis na lança
Antes te houvessem roto na batalha,
Que servires a um povo de mortalha!...

Fatalidade atroz que a mente esmaga!
Extingue nesta hora o brigue imundo
O trilho que Colombo abriu nas vagas,
Como um íris no pélago profundo!
Mas é infâmia demais! ... Da etérea plaga
Levantai-vos, heróis do Novo Mundo!
Andrada! arranca esse pendão dos ares!
Colombo! fecha a porta dos teus mares!

Os Escravos é uma coleção de poemas do escritor brasileiro Castro Alves com temática centrada no drama da exploração dos escravos. Em função de sua renhida luta pelo fim da escravidão no Brasil, este poeta ficou conhecido como Poeta dos Escravos. Este volume, publicado postumamente em 1883, recolhe muitos dos poemas que tornaram Castro Alves um símbolo da luta dos que não tem voz, como lembra Pablo Neruda em poema dedicado a Alves: em portas até então fechadas para que, combatendo, a liberdade entrasse.


Conteúdo completo disponível em:






Links:


Billboard Hot 100 - Letras de Músicas | Song Lyrics - Songtext - Testo Canzone - Paroles Musique - 歌曲歌词 - 歌詞 - كلمات الاغنية - песни Текст

Educação Infantil - Vídeos, Jogos e Atividades Educativas para crianças de 4 à 11 anos

Língua Portuguesa e Atualidades

Arte e Estética

Santa Catarina - Conheça seu Estado

São Paulo - Conheça seu Estado

Paraná - Conheça seu Estado

Mato Grosso do Sul - Conheça seu Estado

Salmos - Capítulo 26 - Bíblia Online

Pai nosso, que estás nos céus! Santificado seja o teu nome

O Diário de Anne Frank

Macunaíma - Mário de Andrade

Dom Casmurro - Machado de Assis

Quincas Borba - Machado de Assis

Memórias Póstumas de Brás Cubas - Machado de Assis

O Triste Fim de Policarpo Quaresma - Lima Barreto

Mein Kampf - Adolf Hitler

Cinco Minutos - José de Alencar

04. Idade das Religiões - História em 1 Minuto

TOP 10: Poesia - Poemas em Português, Espanhol, francês e inglês


Exaltação da Paz - Mario de Andrade

Uma lembrança - Emília Freitas

Contemplações - Cordélia Sylvia

Morte de Raquel - Madalena da Glória

Sóror Maria do Céu - Sobre as palavras do padre Vieira

Prece - Natalina Cordeiro

A Raposa e as Uvas - Manuel Maria Barbosa du Bocage

Luís Vaz de Camões - Apolo e as Nove Musas Descantando

Se tu viesses ver-me - Florbela Espanca

Que falta nesta cidade - Gregório de Matos

Flor da Mocidade - Machado de Assis

Velhas Árvores - Olavo Bilac

Espasmo - Mario de Andrade

A Alvorada do Amor - Olavo Bilac

How Do I Love Thee?

A TÍ - José Asunción Silva

Automne - Guillaume Apollinaire

A moleirinha - Guerra Junqueiro

Vossos Olhos, Senhora, Que Competem - Luís Vaz de Camões

Em Sonhos... - Broquéis - João da Cruz e Sousa

A mãe do cativo - Os Escravos - Castro Alves

A ideia - Augusto dos Anjos - Eu e Outras Poesia

TOP 30: PDF para Download - Domínio Público


Livros em PDF para Download

Albert Camus

O Mito de Sísifo - Albert Camus

Aluísio Azevedo

O Mulato - Aluísio Azevedo

O Diário de Anne Frank - Edição Definitiva - Anne Frank

Mein Kampf - Adolf Hitler - Download PDF Livro Online

Gonçalves Dias

Canção do Tamoio - Antônio Gonçalves Dias

Arthur Rimbaud

Iluminuras - Arthur Rimbaud

A Almanjarra - Artur Azevedo

Eu - Augusto dos Anjos

A Queda Dum Anjo - Camilo Castelo Branco

A cachoeira - Castro Alves

Charles Baudelaire

Pequenos Poemas em Prosa - Charles Baudelaire

Charles Dickens

A Pequena Dorrit - Charles Dickens

Broquéis - Cruz e Sousa

La divina commedia (Curador: Giorgio Petrocchi) - Dante Alighieri - Livro Online

A Cidade e as Serras - Eça de Queiros - PDF

Canudos e outros temas - Euclides da Cunha - PDF

Eurípides

Medeia - Eurípides

Aforismos e Afins - Fernando Pessoa - Livros em PDF para Download

Fiódor Mikhailovitch Dostoiévsk - Fedor Dostoievski - Livros em PDF para Download

O Idiota - Fiódor Mikhailovitch Dostoiévsk - Fedor Dostoievski

Francis Scott Fitzgerald

O Estranho Caso de Benjamin Button - Francis Scott Fitzgerald

Franz Kafka - PDF

O Castelo - Franz Kafka - PDF

Gustave Flaubert em português - Livros em PDF para Download

Um Coração Simples - Gustave Flaubert - PDF

Herman Melville - PDF

Moby Dick - Herman Melville

Hesíodo - Hesiod

The Poems and Fragments - Hesiod

Odisséia - Homero - Download

Retrato do Artista Quando Jovem - James Joyce - Download

Emma - Jane Austen - Download PDF Livro Online

Johann Wolfgang von Goethe

Os Anos de Aprendizado de Wilhelm Meister - Johann Wolfgang von Goethe

A Pata da Gazela - José de Alencar

Joseph Conrad

O Coração das Trevas - Joseph Conrad

A mulher de Anacleto - Lima Barreto - Livros em PDF para Download

Anna Karenina - Leon Tolstói - Download

Machado de Assis

O Alienista

Esaú e Jacó

Dom Casmurro

Memórias Póstumas de Brás Cubas

Quincas Borba

A Cartomante - Machado de Assis - PDF Download Livro Online

Michel de Montaigne - PDF Download Livro Online

Les Essais - Michel de Montaigne - PDF

Marcel Proust - Download PDF Livro Online

À Sombra das Raparigas em Flor – Em Busca do Tempo Perdido – Vol.2 - Marcel Proust

Amar verbo intransitivo - Mário de Andrade - PDF Download Livro Online

Miguel de Cervantes Saavedra - Download PDF Livro Online

Don Quixote. Vol. 2 - Miguel de Cervantes Saavedra

Alma inquieta - Olavo Bilac - PDF Download Livro Online

Públio Ovídio Naso

Metamorfoses - Públio Ovídio Naso

As jóias da Coroa - Raul Pompeia - PDF Download Livro Online

Sófocles

Édipo Rei - Sófocles

Thomas Mann

Doutor Fausto - Thomas Mann

T. S. Eliot - Thomas Stearns Eliot

A Terra Desolada - T. S. Eliot - Thomas Stearns Eliot

Marília De Dirceu - Tomás Antônio Gonzaga - PDF Download Livro Online

O Corcunda de Notre-Dame - Victor Hugo - PDF Download Livro Online

Virgilio - PDF

Eneida - Virgilio

Noite e Dia - Virginia Woolf - PDF

William Shakespeare

A Megera Domada - William-Shakespeare - Livros em PDF para Download

William Faulkner

O Som e a Fúria - William Faulkner

Bíblia Sagrada - João Ferreira de Almeida - Bíblia

Bíblia Sagrada - Católica

O Vermelho e o Negro - Stendhal - Henri-Marie Beyle

TOP 30: Billboard - Letras de Músicas - Song Lyrics - Songtext


Alone - Marshmello

Bad Things - Machine Gun Kelly x Camila Cabello

Dirty Laundry - Carrie Underwood

Blow Your Mind (Mwah) - Dua Lipa

Today - Brad Paisley

Kids - OneRepublic

Ain't My Fault - Zara Larsson

Million Reasons - Lady Gaga

PPAP (Pen-Pineapple-Apple-Pen) - Piko-Taro

All Time Low - Jon Bellion

Don't Wanna Know - Maroon 5 Featuring Kendrick Lamar

Love Me Now - John Legend

24K Magic - Bruno Mars

GooFresh Eyes - Andy Grammer - Song Lyrics

Wanna Be That Song - Brett Eldredge - Song Lyrics

Song For Another Time - Old Dominion - Song Lyrics

Goosebumps - Travis Scott - Song Lyrics

LIFTED - CL - Song Lyrics

Capsize - Frenship & Emily Warren - Song Lyrics

Don't Touch My Hair - Solange Featuring Sampha - Song Lyrics

Mercy - Shawn Mendes - Letras de Música

Juju On That Beat (TZ Anthem) - Zay Hilfigerrr & Zayion McCall - Letras de Música

Hold Up - Beyonce - Letras de Música

HandClap - Fitz And The Tantrums - Songtext

Key To The Streets - YFN Lucci feat Migos & Trouble - Letras de Música

Wishing - DJ Drama feat Chris Brown, Skeme & Lyquin - Letras de Música

Too Much Sauce - DJ ESCO feat Future & Lil Uzi Vert - Letras de Música

All We Know - The Chainsmokers feat Phoebe Ryan - Letras de Música

False Alarm - The Weeknd - Letras de Música

Rock On - Tucker Beathard - Letras de Música

Say It - Flume feat Tove Lo - Letras de Música

This Town - Niall Horan - Letras de Música

Scars To Your Beautiful - Alessia Cara - Song Lyrics

I Met A Girl - William Michael Morgan - Song Lyrics

Perfect Illusion - Lady Gaga - Song Lyrics

Pick Up The Phone - Young Thug And Travis Scott Featuring Quavo - Song Lyrics

Forever Country - Artists Of Then, Now & Forever - Song Lyrics

In The Name Of Love - Martin Garrix & Bebe Rexha - Song Lyrics

Starboy - The Weeknd feat Daft Punk - Song Lyrics

Side To Side - Ariana Grande feat Nicki Minaj - Song Lyrics

TOP 60: Conheça seu Estado - História e Geografia


A população africana no Brasil e a escravidão

As comunidades quilombolas no estado de Santa Catarina

Início da colonização da região catarinense

Os imigrantes no estado de Santa Catarina no século XX

A história da configuração do território brasileiro

História dos tratados de limites que estabeleceram as fronteiras do Brasil

A imigração e o trabalho assalariado no século XIX em São Paulo

Crescimento do estado de São Paulo no século XIX

A escravidão africana no Brasil e no estado de São Paulo

A importancia do tropeirismo para o estado de São Paulo

Sudeste Paranaense (Mesorregião)

A poluição do rio Iguaçu (maior rio do Paraná)

Rio Iguaçu e sua importancia na historia do Paraná

Preservação histórica e cultural

A preservação histórica e cultural do Paraná

A expansão e as bandeiras

O início do povoamento (MS)

A população indígena

A ocupação e o povoamento do Mato Grosso do Sul

Mesorregiões do Mato Grosso do Sul

O mapa da violência no Brasil

Prédios mais altos do Brasil e do Mundo

Assalto - Carlos Drummond de Andrade

As fronteiras do Universo

Estação espacial internacional

Obesidade infantojuvenil

A arte e as novas tendências

A arte sem preocupação com a realidade

A escultura, depois de Alexander Calder

Homem-Bala - Jogos para Crianças - Atividades Educativas Ensino Fundamental

Trânsito - Jogos para Crianças - Atividades Educativas Ensino Fundamental

Picolé - Jogos para Crianças - Atividades Educativas Ensino Fundamental

Atividades Educativas Ensino Fundamental - Aprendendo sobre o Dinheiro

Curso de Inglês em 2 Horas - Nível Básico

Curso de Espanhol em 2 Horas Nível Básico

Revisão de Inglês em 2 Horas Básico e Intermediário

Progress 4GL - 0201 - Progress ADE - Parte 01

SAP Business All-In-One Rapid-Deployment Solution Overview

Lima Barreto - Quase ela deu o sim, mas...

Esaú e Jacó - Machado de Assis

Diva - José de Alencar

A Dívida - Artur de Azevedo

Luís Soares - Contos Fluminenses e Histórias da Meia-Noite - 01 - Machado de Assis

Singularidades de uma rapariga loura, parte 2 - Contos de Eça de Queirós

Um Club da Má Língua - Fiódor Dostoiévski

Casa Velha - Machado de Assis

Amor de Perdição - Camilo Castelo Branco

À Margem da História - Euclides da Cunha

A Tempestade; Morte de Iracema; O Pampa - Eugênio Werneck - Antologia Brasileira

Os Sertões - Euclides da Cunha

O Alienista - Machado de Assis

O Triste Fim de Policarpo Quaresma - Lima Barreto

A Mão e a Luva - Machado de Assis

O Ateneu - Raul Pompeia

Contos para Velhos - Olavo Bilac

Cinco Minutos - José de Alencar

Demóstenes - Oração da Coroa - Parte 3

Contos Lima Barreto

Gênesis - Bíblia

Hamlet - William Shakespeare

Pride and Prejudice - Jane Austen

Romeo and Juliet - William Shakespeare

TOP 50: BLOG by Sanderlei Silveira


Biomas brasileiros - Santa Catarina - Conheça seu Estado (História e Geografia)

Idade das Religiões - História em 1 Minuto

As festas populares no estado de São Paulo - SP

O tropeirismo no estado do Paraná - PR

Pantanal – Patrimônio Natural da Humanidade - MS

Prédios mais altos do Mundo e do Brasil (Atualizado até 10/2016)

Os símbolos do estado do Rio de Janeiro - RJ

Poesia - Sanderlei Silveira

Canção do exílio - Gonçalves Dias

How Do I Love Thee? - Sonnet 43 - Elizabeth Barrett Browning

The Road Not Taken - Robert Frost - Poetry in English

24K Magic - Bruno Mars - Letra Música

POVO E RAÇA - Mein Kampf (Minha luta) - Adolf Hitler

Macunaíma - Mário de Andrade

Tendências de mercado - Economia em 1 Minuto

O navio negreiro - Os Escravos - Castro Alves

Antífona - Broquéis - João da Cruz e Sousa

Euclides da Cunha - Os Sertões (Áudio Livro)

A aia - Contos de Eça de Queirós

Diva - José de Alencar - Audiobook

Amor é fogo que arde sem se ver - Sonetos - Poemas de Amor - Luís Vaz de Camões

Versos íntimos - Augusto dos Anjos - Eu e Outras Poesias

Curso de Espanhol Online - Grátis e Completo

Curso de Inglês Online - Grátis e Completo

O Diário de Anne Frank

Casa Velha – Machado de Assis - Livros em PDF para Download (Domínio Público)

Introduction to Design Thinking with SAP - SAP - Course Free Online

Totvs - Datasul - Treinamento Online (Gratuito)

Mitología Griega - Historia en 1 Minuto

Religion - Ancient History - History in 1 Minute

Salmos 22 - Bíblia Online

Olavo Bilac - Contos para Velhos - Áudio Livro

A Doença do Fabrício - Contos - Artur de Azevedo

Contos - Lima Barreto - Áudio Livro - Audiobook

Jane Austen - Pride and Prejudice - AudioBook

Material de apoio para Pais e Professores - Educação Infantil - Nível 1 (crianças entre 4 a 6 anos)

Sala de Aula - Educação Infantil - Nível 2 (crianças entre 5 a 7 anos)

Brincadeira - Educação Infantil - Nível 3 (crianças entre 6 a 8 anos)

Idioma Português - Educação Infantil - Nível 4 (crianças entre 7 a 9 anos)

Rio São Francisco - Educação Infantil - Nível 5 (crianças entre 8 a 10 anos)

Livros - Educação Infantil - Nível 6 (crianças entre 9 a 11 anos)

MISS DOLLAR - Machado de Assis

Quincas Borba - Machado de Assis

Crisálidas - Poesia - Machado de Assis

TU SERÁS FELIZ, BENTINHO - Dom Casmurro

O ALIENISTA - Papéis Avulsos

EMBARGOS DE TERCEIRO - A Mão e a Luva

Tu, só tu, puro amor - Teatro - Machado de Assis

Cartas Fluminenses - Crônica - Machado de Assis

Helena - Machado de Assis

JOGO PERIGOSO - Memórias Póstumas de Brás Cubas - Machado de Assis

MELHOR DE DESCER QUE DE SUBIR - Esaú e Jacó - Machado de Assis


No comments:

Post a Comment